Realidade Virtual – A reabilitação do futuro

Realidade Virtual – A reabilitação do futuro

Nos últimos anos, a tecnologia de realidade virtual obteve grande relevância na reabilitação, uma vez que vários estudos têm demonstrado resultados promissores, proporcionando experiências positivas e motivadoras na reabilitação.
O termo realidade virtual é definido como “um ambiente artificial criado com software e apresentado ao utilizador como uma experiência o mais próxima de um ambiente real”. Quando se pensa no termo realidade virtual com esta estrutura, não é difícil imaginar os diferentes contextos aos quais esta tecnologia emergente pode ser aplicada, além do mundo dos jogos.
A reabilitação convencional é muitas vezes repetitiva e acaba por desmotivar a pessoa, ao longo do tempo. A tecnologia virtual, originalmente voltada para o entretenimento, como jogos eletrônicos, sensores de reconhecimento de gestos e óculos de realidade virtual, são ferramentas cada vez mais utilizadas na área da saúde, principalmente pela terapia ocupacional. Uma vez, que torna possível a realização de tarefas comparadas com as situações reais do dia-a-dia, permitindo que pessoas com défices motores ou cognitivos possam recuperar a sua autonomia e independência. Ou seja, a realidade virtual inclui jogos de simulação das atividades diárias, como cozinhar, fazer compras e atividades desportivas, etc., servindo como treino dos movimentos e decisões.
A realidade virtual não é um simples jogo de computador, é algo que transporta a pessoa para um contexto o mais realista possível num ambiente controlado e seguro.

Vera Pequito
Terapeuta Ocupacional



Call Now Button